Incorporação – Artigo 226 e 227

É um laudo contábil em que uma sociedade é absorvida por outra, ou seja, o Patrimônio Líquido de uma empresa é vertido para outra. A incorporação resulta necessariamente num aumento ou redução de capital da sociedade incorporadora e o desaparecimento da sociedade incorporada.

A incorporação pode ser simples ou reversa, por exemplo quando a empresa A tem participação na empresa B. Se A incorpora B é uma incorporação simples, se B incorpora A, trata-se de uma incorporação reversa.
O trabalho da Apsis é de avaliar o Patrimônio Líquido da sociedade incorporada.

Faz-se necessário em operações de fusão.

É muito comum a utilização de empresas veículos para aquisição de uma empresa, onde o ágio fica na empresa compradora (normalmente não operacional) e é necessário a incorporação da empresa não operacional na operacional (incorporação reversa) para o aproveitamento do ágio.

A Lei das S.A. exige a avaliação do Patrimônio Líquida da sociedade incorporada por uma empresa independente ou 3 peritos/contadores. A possui a vantagem sobre os peritos de dar maior transparência e confiabilidade a operação, já que muitas vezes os peritos que assinam são contadores da própria empresa.

Downloads

Conteúdo Relacionado

Entre em contato