Qual é o papel do diretor financeiro/CFO nos dias de hoje?

Apsis em Artigos, Carreira, Geral Atualizado em 08.11.2019

Tags: , ,

Mais amplo, globalizado e dinâmico, o mercado de trabalho tem valorizado e exigido cada vez mais um novo perfil de profissional: aquele que está em constante evolução. No comando das empresas, a demanda não é diferente e hoje, até mesmo as responsabilidades de um CFO mudaram.

Conhecido como a pessoa que administra o uso de cada centavo dentro do negócio, mais do que ser o “cara” dos números, agora o CFO é considerado o braço direito do presidente, atuando com uma visão de futuro muito mais estratégica. Acompanhe este texto e fique por dentro do novo papel deste profissional.

O que é um CFO

Pode-se dizer que um CFO, sigla em inglês para Chief Financial Officer é o mesmo que diretor financeiro aqui no Brasil. Esse cargo diz respeito ao profissional responsável por supervisionar as atividades e operações financeiras de uma empresa, concentrando-se no desenvolvimento de estratégias e sendo parte essencial na tomada de decisões do negócio.

Suas competências podem variar de empresa para empresa, porém, tendo em vista a aptidão necessária em gestão financeira, geralmente o CFO tem formação e experiência na área de contabilidade ou finanças.

Seu papel dentro da empresa

Antes da transformação tecnológica, a rotina de um CFO se resumia a análise de dados e a criação de relatórios para a diretoria. Com a tecnologia e a dinamização do mercado, passar o dia só voltado para os números não é mais garantia de estabilidade financeira para o negócio.

Agora, além de prezar pela imagem da empresa em relação a fornecedores e organizações financeiras, avaliar orçamentos e aspectos econômicos importantes, ele adquiriu funções essenciais para o sucesso dos negócios.

As responsabilidades do novo CFO

1. Visão de negócio

Enquanto sua equipe cuida dos números e indicadores financeiros, o CFO deve se dedicar na visualização da situação com um todo. Dessa forma, ele está mais disponível no sentido de poder orientar os demais setores em seus projetos específicos.

2. Avaliação de recursos

Podemos dizer que esse é o papel básico de qualquer CFO: fazer a distribuição adequada dos ativo financeiros visando sempre o melhor resultado possível para a empresa. E não se trata apenas de ter dinheiro em caixa, mas a riqueza, esta deve ser bem utilizada.

3. Conhecimento de todas as áreas

O CFO deve ser a pessoa que conhece tudo sobre todos os departamentos de uma empresa, como se fosse um tipo de conselheiro que entrega as informações corretas a quem precisa. Análise de dados, big data e ERPs são ferramentas de trabalho disponíveis ao diretor financeiro, que permitem mais qualidade nos  conhecimentos.

4. Especialidade em investimentos

Para assegurar o dinheiro da empresa, esse profissional deve estar por dentro das melhores opções de investimento do mercado e também, acerca dos indicadores de retorno sobre investimento. Não é sua função passar o dia todo de olho nas ações da organização, mas para contribuir nas decisões do CEO, é preciso que ao mesmo, ele tenha certo conhecimento sobre o assunto.

Como você viu, assim como o mercado, a função do CFO também se desenvolveu. O diretor financeiro que passava seu dia fazendo cálculos e mais cálculos deu lugar ao profissional estrategista com visão de negócio. Suas responsabilidades evoluíram, e a tendência é não parar por aí. No fim das contas, seu desafio era e ainda é administrar com eficiência o departamento financeiro de uma empresa.

Por falar nisso, você está por dentro do que é o valuation e a sua importância nesse cenário de gestão de negócios?

Confira o guia: o que é valuation e saiba mais!



Compartilhe