Financeiro e vendas: trabalhando em conjunto para o sucesso do negócio

Marcia Calmon em Artigos Atualizado em 17.09.2018

Tags: , , , , ,

Elas são atividades muito diferentes dentro de uma empresa, mas que compartilham objetivos comuns. A gestão financeira e a gestão de vendas trabalham em conjunto para garantir o sucesso da estratégia organizacional do empreendimento.

Vamos ver, a seguir, como funcionam e porque esses dois setores são indispensáveis para que um negócio cresça e se mantenha competitivo no mercado.

Gestão Financeira

A gestão financeira é o setor responsável por cuidar do capital de uma empresa. Esses recursos financeiros são a força motriz do negócio, insumo indispensável para fazer com que o empreendimento funcione. Para atuar nesta área, o profissional tem de trabalhar com assuntos relacionado à finanças – como os investimentos e as despesas produzidas pela empresa.

O gestor de finanças é quem cuida dos lucros gerados pelo negócio, os empréstimos contraídos e outros procedimentos gerenciais que incluem recursos financeiros. Ele deve fazer o melhor gerenciamento destes recursos, aprovando ou não novos investimentos em infraestrutura, profissionais e softwares. Todas as transações e negociações financeiras precisam ser aprovadas pelo gestor financeiro antes de serem efetivadas.

O principal objetivo do gestor de finanças é tornar a empresa sustentável financeiramente. Para isso, é necessário que ele monte os planos de ação e define as estratégias para o negócio crescer. É importante, também, cuidar da administração das contas a pagar (despesas fixas e temporárias), das contas a receber, do fluxo de caixa  e do saldo final.

As questões burocráticas do negócio também fazem parte das atribuições do profissional que trabalha com finanças. Controle das tributações, pagamento de taxas, prestações frente à Receita Federal, gestão dos custos e das notas fiscais são alguns dos outros aspectos relacionados à gestão financeira. O corte de gastos, nos momentos em que o negócio estiver passando por uma situação adversa, também é responsabilidade desse setor.

Gestão de vendas

Toda empresa quer crescer e melhorar seu desempenho no mercado. Seja qual for a área de atuação, é a performance do seu setor de vendas que vai permitir que isso aconteça ou não.

Relacionamento com clientes e prospects, negociações, recursos humanos e serviços e produtos que a empresa oferece aos clientes são alguns dos aspectos que ficam sob a responsabilidade da área de gestão de vendas.

A equipe comercial deve cuidar do fechamento de negócios, do cadastro dos clientes, do controle operacional das atividades relacionadas à venda como o registro dos pedidos e também das ações relacionadas à prospecção.

O gestor de vendas tem como objetivo assegurar um constante fluxo de negócios, efetivando os objetivos do plano de ação determinado pelo gestor financeiro. Desta maneira, ele conseguirá gerar lucros por meio da conversão de leads.

Esse profissional também deve gerenciar o time de vendedores, desempenhando a função de líder. No caso de um equipe de vendas, a motivação é um elemento fundamental para que seu desempenho seja potencializado. Por isso, uma das principais atribuições do gestor de vendas é conseguir fazer com que sua equipe trabalhe com muito comprometimento. Alguns recursos como feedbacks, treinamentos e coachings periódicos, criação de instrumentos para poder reconhecer os melhores desempenhos e remuneração adequada podem ajudar o gestor de vendas a manter seu time sempre motivado. Ele deve, também, definir as metas e acompanhar os resultados, fazendo os necessários ajustes para que as vendas sejam sempre as melhores possíveis.

Parceria para otimizar o negócio

Tanto a gestão financeira quanto a gestão de vendas são imprescindíveis para o sucesso de um empreendimento. Se a otimização dos recursos financeiros é o objetivo da gestão financeira, a gestão de vendas se concentra na geração de negócios para a empresa. Embora não seja percebido, estes dois setores bem diferentes tem de funcionar em harmonia para que uma empresa seja bem-sucedida: ambos são importantes e complementam. Eles têm o mesmo objetivo: a geração de lucro e a garantia de uma participação dinâmica da empresa no mercado.

Para que haja uma boa integração entre as duas áreas é importante que os gestores conheçam bem o seu negócio e tenham uma visão global sobre o mesmo. Para isso, as informações precisam estar organizadas de forma eficiente e centralizadas em um único local. Desta maneira, o gestor financeiro terá acesso aos resultados obtidos em vendas e à estratégia empregada. Com essas informações, ele conseguirá tomar decisões corretas e em tempo hábil.

A meta final de qualquer negócio é garantir uma boa rentabilidade. A melhora na utilização dos recursos financeiros e o incremento nas vendas certamente proporcionarão uma margem de lucros maior. Ambas são complementares e reforçam as ações uma da outra. Por esse motivo, os responsáveis por esses dois setores devem trabalhar em conjunto, na busca pelo crescimento do negócio.



Compartilhe