Balanço patrimonial como funciona e por que aplicar na sua empresa

Apsis em Artigos Atualizado em 26.11.2020

O balanço patrimonial é um relatório contábil que tem como objetivo informar a situação patrimonial e financeira de uma empresa durante um determinado período. Ele é elaborado por meio das informações presentes no livro diário e ajuda a identificar os investimentos e fontes de recursos.

Além de auxiliar na organização financeira, o balanço possibilita a análise dos resultados da empresa e é um importante aliado nas decisões estratégicas. Com ele, você consegue saber se o período é propício para investimentos e inovações ou se realmente chegou o momento de conter os gastos.

Para que serve?

Como explicado, o balanço patrimonial é o documento que possibilita a análise do comportamento financeiro da sua empresa, mediante a verificação da melhor estratégia para o momento. Por isso, ele é importante para uma série de medidas, como:

– Conhecer a origem e o destino dos recursos financeiros recebidos;

– Verificar e conhecer os bens, direitos e deveres da sua empresa em um determinado período;

– Compreender a fonte dos recursos de investimento;

– Organizar o pagamento dos lucros para os sócios;

– Observar a evolução e o histórico da empresa;

– Elaborar os planejamentos estratégico e tributário.

Estrutura

Como o próprio nome diz, esse relatório funciona como uma balança. No lado esquerdo, estão os ativos da empresa, enquanto no lado direito estão os passivos e o patrimônio líquido.

Dessa forma, os ativos são representados pelos bens (ou seja, tudo aquilo que tem uma função e pode ser avaliado por um mercado) e pelos direitos (valores dependentes de terceiros). Em contrapartida, os passivos são as obrigações e dívidas de uma companhia. Já o patrimônio líquido é o valor que pertence aos acionistas.

É importante destacar que, quando o ativo supera o passivo em um determinado período, essa diferença é dividida entre os sócios e classificada como patrimônio líquido.

Como organizar?

Antes de tudo, é fundamental que você separe os ativos e passivos. É muito importante que a natureza de cada lançamento seja organizada de maneira clara e específica para otimizar o resultado da análise final, evitando erros que comprometam o documento.

Depois disso, você vai precisar verificar o saldo inserido em uma determinada conta. Para isso, ferramentas como planilhas e livros diários podem auxiliá-lo(a) nesse momento.

Para que você consiga analisar a realidade da sua empresa, será necessário ajustar contas como bens, obrigações e patrimônio líquido. Além disso, você deverá fazer os lançamentos de encerramento das despesas do período analisado.

Por fim, sempre classifique as contas. Se o valor final for negativo, ele é anexado a uma conta de prejuízos acumulados, mas, se for positivo, deve-se incluí-lo no patrimônio de reservas dos lucros.

Para facilitar o processo e torná-lo menos trabalhoso, o ideal é elaborar um documento por mês, mantendo-se os dados sempre atualizados. Entretanto, por se tratar de um demonstrativo pontual, é preciso que a empresa continue realizando outros relatórios para obter informações precisas e contínuas, otimizando as formas de controle.

Desse modo, você pode verificar se os recursos financeiros do seu negócio foram alterados no decorrer do tempo, proporcionando maior capacidade econômica e garantindo o pagamento das obrigações da empresa.

 



Compartilhe